terça-feira, janeiro 25, 2022

Lágrimas derramadas à luz das estrelas


imagem da google

Assim como rosas feridas
Existem amores rejeitados
Choram com as almas doridas
Sentem os corações destroçados.
🌻
São seus espinhos tão ferozes
Capazes de tamanhas malícias
Deixam em suas tristes raízes
Marcas de cicatrizes, vitalícias.
🌻
Assim como rosas sem pétalas
Existem mulheres sem sorrisos
 Lágrimas derramadas à luz das estrelas
Dores escondidas... e olhos sem brilhos.
🌻

Paula Saraiva 

segunda-feira, janeiro 24, 2022

Porque a solidão vai e a alegria perdura


🌻
Posso controlar os pensamentos
  Anseio correr atrás da felicidade
Não se controlam os sentimentos
Levo comigo a minha dignidade. 
🌻
Faltam-me as forças para seguir
Não encontro o caminho, a paz
O coração, palpitante a diminuir
Sigo caminho se assim for capaz. 
🌻
Quero voltar a sonhar sem dor
Libertar a minha alma escura
Voltar a sorrir novamente com amor
Porque a solidão vai, e a alegria perdura
🌻
Paula Saraiva 

sexta-feira, janeiro 21, 2022

Podiam os meus olhos falarem por mim...

Quantas vezes perdoo e volto a ceder
Que dor sinto na alma, que escuridão
Sempre que me permito um pouco, crescer
Cortam-me as pernas, tiram-me a ilusão.
..
Mas, sou forte, cresço na dor
Como uma planta que seca ao crescer
E deixa cair a sua linda flor
Logo, sendo regada, volta a florescer.
..
Não sei porque é que me tiram o tapete
Se tudo o que mais preciso é ser feliz
Sinto-me como um jardim vazio de repente
Apenas existem pedras geladas decoradas a giz
..
Podiam os meus olhos falarem por mim
Dizerem tudo o que estou a sentir
Transformando o brilho que tinha assim
Em lágrimas no rosto a cair.

Paula Saraiva

segunda-feira, janeiro 17, 2022

Desistir nunca foi o meu lema...

 

Perdida nos meus sonhos imaginários
Que me envolvem nos sentimentos
Num misto, lágrimas, e sorrisos solidários
Onde me levam os pensamentos.
🌻
Dizem que sou bastante frágil
Por vezes, sou mais o oposto
Forte, guerreira, lutadora e ágil
Tocante na alma, visível no rosto.
🌻
Este sol que de tão puro e reluzente
Aquece o corpo, entranha-se no coração
Iluminando os pensamentos da mente
Fica o reflexo num misto de emoção.
🌻
Desistir nunca foi o meu lema
Voltarei aqui, carregar as energias
Ver o sol posto, sentir o cheiro a alfazema
Deixar as tristezas e levar as alegrias.
🌻

Paula saraiva

sábado, janeiro 15, 2022

Oferece-me um minuto mais deste alento...

Sempre que o dia nasce com esta magia
E o sol, neste sublime manto branco, radiante
É como um mar de espuma que contagia
Até a brisa que passa é luxuriante
🌻
Oferece-me um minuto mais deste alento
Que dure até um novo amanhecer
E esta neve macia, não a leve o vento
Como na alma reina poesia a florescer
🌻
Escreveria um poema em cima da neve 
Ou desenhava apenas um coração
Gravava o momento que minha alma prescreve 
Mas, com uns raios de sol, tudo seria em vão.
🌻

Paula Saraiva 

quinta-feira, janeiro 13, 2022

Paisagem que me seduz o sentido de sonhar...


 
Sinto-me um pássaro livre sem medo de voar 
Nesta sublime paisagem que me seduz
 Me transmite paz ao meu sentido de sonhar 
Com o iluminado por do sol que me conduz.
🌻
Como podem não ser livres os passarinhos 
Com tantas relíquias nesta natureza 
Com árvores adornadas com seus ninhos 
Deus sabe o que faz, com toda a certeza. 
🌻
E se tivesse asas, só por um momento
Voava bem alto até àquelas montanhas
Deixava-me levar com o vento 
Vivia o meu sonho, que tem asas tamanhas. 
🌻

Paula Saraiva

terça-feira, janeiro 11, 2022

Vejo-me no reflexo da água deste rio...



    Vejo-me no reflexo da água deste rio
    Como se fosse um espelho transparente
    Consigo nele ver um olhar vazio
    Um olhar cansado, sem brilho, diferente.
    🌻
    As recordações não me alcançam
    Ainda assim, mantêm-me viva
    Como estas águas que sempre avançam
    Quero sentir-me como uma Diva.
    🌻
    Pode a sombra tapar esse reflexo
    Fecho os olhos e sinto a magia
    Entro dentro desse espelho sem complexo
    Troco o vazio por um olhar de alegria.
    🌻

    Paula Saraiva

domingo, janeiro 09, 2022

Moliceiros... transportadores de sonhos...



Serenas são as ondas que se formam devagar
E o cais carregados de turistas
Lindos moliceiros que os levam a passear
E encantadoras faxadas que alegram as vistas. 
🌻
Sentem euforia, soltam-se as gargalhas
Dentro dos moliceiros adornados
Passeando de lés a lés das muralhas
Visitam algumas relíquias doutros passados. 
🌻 
E a maré vai e vem, com ela o pôr do sol também 
Outros turistas regressaram ao cais
No sossego dessas ondas, e já sem ninguém 
Felizes os passageiros que se sentiram especiais. 
🌻
Paula Saraiva 

sexta-feira, janeiro 07, 2022

Talvez amanhã possa mergulhar nestas ondas...

 

Talvez amanhã, o mar, esteja menos agitado
A tempestade vai passar, tudo vai normalizar
Nessa areia possa deixar o teu nome gravado
Para poderes ver de longe, e te sensibilizar. 
🌻
Talvez amanhã possa mergulhar nestas ondas
 Dentro delas a tua presença me paralisa
É como um universo com imagens profundas
Navego sem medo, só teu eu me fragiliza.
🌻
Navegavo nesse mar de espuma branca
Só para viver um dia inesquecível
A aventura é que me move, sou franca
Talvez amanhã, tudo volte a ser invencível.
🌻
Paula Saraiva 

quarta-feira, janeiro 05, 2022

A vida sobe e desce, como os degraus...

Não sou pássaro de gaiola fechada 
Quero os degraus, subir e descer
 E nunca me  sentir domada
Não posso nem deixo, quero viver. 
🌻
E como dizer que só quero ter amizades
Se estas escadas tenho que descer novamente
 Nunca me vou resignar, não quero ser feliz por metades
Sei que sou capaz, voltarei a subi-las, brevemente. 
🌻
Um pássaro não voa sozinho, tem amigos
Uma abelha, não faz o mel sozinha
Uma flor cresce num jardim, sem castigos
E eu, quero ter a liberdade, de voar como uma andorinha. 
🌻
Paula saraiva